domingo, 31 de janeiro de 2010

Separados pelo destino 3°Cap.

Penso agora em trocar de sala, mas isso ia mostrar que eu me importo com ela, e não quero dar o braço a torcer.
Nossas brigas continuam e isso já estava atrapalhando meu desempenho nas aulas, era o fim pra mim ver a gente brigar e ela sempre se sair bem, eu era o garoto ruim do colégio e ela a santinha. HAHA, como eu odiava isso, mas as coisas também estavam indo ruins forra da sala de aula, em casa mesmo eu já não tinha mas aquele animo, sai do time de futebol, tranquei as aulas de inglês, e minha mãe já se via preocupada com tudo isso.
24 de maio algum horário à tarde.
- Diogo, deixa esse trabalho um pouco de lado e vem comer alguma coisa meu filho – disse a minha mãe.
- Não da mãe, eu tenho que entregar isso amanhã.
- Borra lá Diogo, só faltam algumas paginas você consegue. Pensava a minha consciência.
Eram onze horas da noite quando termino o trabalho, agora vou dormir, amanhã tenho que acordar cedo pra ir colégio e não posso me atrasar. (Tenho que entregar este trabalho)!
25 de maio sexta-feira 07h00min da manha
- Diogo acorda - grita minha mãe
- Você não vai ao colégio?
Aquilo foi um susto pra mim, acordei as presas, me arrumei peguei trabalho e fui ao colégio, chovia bastante naquela manhã.
Assim que cheguei fui até a biblioteca pegar alguns livros, e encontro Stefani chorando,o que eu queria era passar por ali e nem me importar com ela, mas ... continua no próximo post!

PS.: e então gostaram? O que acham que esta acontecendo com Stefani? Será que desta vez eles se acertam ou brigam de vez? haha COMENTEM

sábado, 30 de janeiro de 2010

Separados pelo destino 2°Cap.

-A segunda é que vocês terrão uma aluna nova na sala de vocês.
Aquilo foi incrível, os garotos festejavam em quando as garotas cochichavam.
A diretora foi até a porta e disse: Stefani ente.
Quando ela entrou, todos estavam olhando, inclusive eu, mas vou confessa que patricinhas arrogantes não faziam o meu tipo, e era isso que ela era. Garota perfeita para qualquer garoto daquela sala, mas não pra mim, não me senti seduzido como todos se sentiram, vi que pra ela aquele ambiente não era muito agradável, e que as pessoas não faziam seu “tipo”, eu pouco me importei com ela, na verdade odeio esse tipo de garota.
Sabe quando duas pessoas se olham e se odeiam? Pois é foi isso que aconteceu
Eu era o tipo certo de garoto errado, de todas as vezes que a diretora entrava na sala, 80% eram pra me chamar pra conversar, e ela? Bem, ela era marrenta, metida e patricinha, tudo o que eu mais odiava em uma garota ela tinha.
A semana passou voando, e pra estrear as aulas de biologia com a nova professora, um trabalho bem generoso em grupo, ela sorteou os grupos, e adivinha? A patricinha e o brigão juntos no mesmo grupo. Logo percebi que ela não gostou muito, e eu, odiei a ideia, mas enfim estava feito, a gente mal tinha sentado em grupo e já veio à primeira briga ela era insuportável, queria demonstrar o que não era. Ela olhou pra professora e disse:
- Não tem como me trocar de grupo?
- Por quê? Respondeu a professora.
- Esse garoto é um idiota e imbecil!
Ela fez de conta que nem ouviu o que Stefani falou.
Deixamos-la resmungando sozinha e continuamos o trabalho.
Eu agora queria mostrar pra ela quem eu era, e que podia fazer um trabalho melhor que qualquer um naquela sala. Aquele desentendimento virava agora disputa, disputa de espaço e de amigos, ela se mostrou melhor do que se imaginava, conversava com todos, mas parecia me odiar, assim como eu não gostava dela também.
Completa hoje três meses de aulas, a gente não troca se quer um "Oi", e quando nos falamos é pra brigar, agora das 10 vezes que a diretora vem me chamar 8 são por termos brigado. Eu não a suporto, penso agora em trocar de sala (...) Continua no próximo post

PS.: E ai gostaram? acham que ele vai trocar de sala? ou ele não deve trocar de sala? comentem..

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Separados pelo destino 1°Cap.

Tinha eu quinze anos, era o primeiro dia de aula no tão sonhado ensino médio, seis e meia da manhã, ouço o despertador eu já estava acordado a mais ou menos uma hora, o sono tinha acabado e eu estava ansioso para o primeiro dia. Levantei e caminhei apresado para o banheiro, escovei os dentes e puuf de baixo do chuveiro, sai do banho e já fui pro quarto, meia, calça, camiseta arrumar o cabelo, e é claro PERFUME. Eu nem sei pra que eu me arrumei todo, porque no fundo eu sabia que iria ser mais um dia chato de colégio, e com as mesmas pessoas de sempre, (é vida em cidade pequena é triste, você estuda todos os anos com as mesmas pessoas). Mas estava feliz, contente, passei na cozinha o café estava pronto, tudo arrumado. Sabe, eu não tinha fome, mas mesmo assim não recusei o cafezinho que minha mãe tinha deixado pronto. Como o colégio era perto eu fui a pé mesmo, cheguei lá uns quinze minutos antes de começar a aula. Deu tempo de reencontrar alguns colegas e por um pouco das conversas em dia. Mau eu sabia que o futuro próximo me guardava surpresas. No colégio não se falava outra coisa a não ser a garota nova. Dos garotos, ouviam-se palavras do tipo: linda, bonita, gostosa, delicia, vou pegar e afins, e as garotas? Haha Patricinha, metida, outras até faziam comentários, - Aquele cabelo liso deve ser chapinha, escova ou implante. Eu não tinha visto ela ainda, mas confesso que me batiam mil imagens na cabeça.
Enfim a aula começa aquelas coisas de sempre, apresentação de professores e as regras de sempre. Estava tudo certo, até que entra na sala a Diretora, confesso que o primeiro dia de aula era o único dia que ela não entrava na sala pra dar aquela bronca. Ela entrou, fechou a porta e caminhou lentamente até o centro da sala, e disse:
- Tenho duas noticias, uma boa e outra ruim.Qual vocês querem primeiro?
- A ruim! A ruim é que o professor de biologia se aposentou e não vão ter aula com ele mais.
Nossa, ficou aquela pergunta na minha cabeça, Por que as melhores pessoas vão primeiro?
- E a segunda, gritou alguém do fundo.
-A segunda é que (...) Continua no próximo post.


PS.: O que acham que é a segunda noticia?
comentem