sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Confissões de um Fake 2° cap.

Todo Fake tem uma namorada, e com o Nando não seria diferente, mas não foi a Vitoria, eu não teria coragem de fazer ela sofrer, e se viesse a descobrir que eu era uma mentira, como seria? Minha primeira namorada fake, foi a Luiza, não era fake e se apaixonou de verdade, e eu começava a me sentir mal, mas não queria falar pra ela que não era eu.
Quando comecei a namorar a Luiza todas, ou quase todas as suas amigas me adicionaram, algumas me chamando de cunhadinho e outras dando em cima de mim, só pra ver ela com ciúmes, e como ela era ciumenta, quando uma garota me mandava um recado carinhoso, ela já visitava, as vezes ate adicionava e deixava recados.
Isso tudo afastava as pessoas de mim, o que pra mim era ruim, afinal quanto mais pessoas adicionadas, mais chances de ter mais ainda. Mas a Luiza era carinhosa e divertida, tínhamos ate combinado de nos encontrar (é claro que isso não aconteceria) mas pra deixa-la feliz, mais uma mentira em meio a enumeras que eu inventava a cada dia.
Mas a pessoa que eu mais gostava de conversar era a Vitoria mesmo, ela era divertida e inteligente, uma garota de 15 anos com um papo de uns 18, e as vezes com papo de 10 anos. O que era bom e eu nem via a hora passar, ela me contou enumeras coisas, talvez coisas que nem suas melhores amigas saibam só eu. Mas a manu tinha namorado e eu não iria destruir a vida de uma pessoa. Até que surge a Mai. Continua no próximo post


PS1.:  Essa historia é invensão.

PS2.: E ai gostaram? ou melhor estão gostando? Dicas, sugestões ou reclamações são sempre bem vindas. COMENTEM eu gosto de ler os comentários

AJUDA: Participem da comunidade do blog? http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=98291819

beeijos do @cezar_rawr

3 comentários: