segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

As Cartas de Braian 01°cap.



Ate quando um coração suporta a dor da separação?
Vivemos longe um do outro cinco anos, durante cinco anos eu nunca a vi, durante cinco anos, eu escrevi milhares de cartas, cartas estas que hoje encontrei no porão da casa dos meus pais, eu não consigo ter raiva deles por terem feito isso com a gente, e ao mesmo tempo eu quero fugir, e esquecer que um dia vivi neste país, esquecer que um dia fui capaz de amar.
    Não quero mais ouvir desculpas, e nem lamentações, o tempo se foi e não volta mais.
    Não quero mais cruzar olhares e sentir meus olhos se encherem de lagrimas.
    Quero esquecer que respiro achar que estou morto, deixar a vida pra lá.
    Não quero mais olhar em teus olhos, e ao mesmo tempo quero morar neles pela eternidade.

                                                    ---------------o------------------


Meu nome é Braian Moore, nasci no dia 19 de Outubro de 1984, em Chapel Hill na Carolina do Norte para onde eu provavelmente volte quando completar 18 anos, para fazer faculdade, eu digo provavelmente porque não é o que eu quero e sim o que méis pais querem, eles dizem que estudar la o melhor para meu futuro, e que uma oportunidade dessas para um garoto da minha idade é a mesma coisa que ganhar na loteria, quase impossível, mas não foi sempre assim, antes eu contava os dias para voltar aos Estados Unidos, hoje, eu conto os dias que faltam para voltar para cá.
Quando meus pais vieram para o Brasil eu tinha quinze anos, eles vieram pra cá porque meu pai foi transferido em seu emprego, a empresa passava por um ótimo período então abriram filiais em vários países e como meu pai tinha dupla nacionalidade por ter se casado com minha mãe que é brasileira acabamos vindo para o Brasil.
As brigas sempre foram constantes, primeiro por ter vindo morar aqui, e agora por não querer mais voltar.  Eu nunca quis admitir, mas o motivo disso tudo sempre tiveram um nome, apenas um, o mais lindo dos nomes.  CONTINUA NO PROXIMO POST!


                                         -------------o---------------


Voltei, :D
Acho que ninguém mais passa por aqui ne? Desculpem abandonar isso aqui assim,
Aconteceram tantas cosias que me impediram e tiraram minha criatividade que acabei abandonando aqui, mas agora esta tudo certo.